jump to navigation

Salvo pela Orca 02/04/2009

Posted by ctaeseducpa in Uncategorized.
trackback

topo-jijo

Quando  o relógio do Sistema Operacional Ubuntu, do notebook do Blogueiro de Plantão, registrava duas horas da manhã e ele já havia vasculhado todos os blogs educacionais de professores(as) e alunos(as) da rede estadual de ensino, que pareciam estar em greve, pois não encontrava nem um post novo, foi então que acessou o blog da professora Orca.

Eureca!!!!!

Encontrou no post do blog o texto que ensina como combater formigas, moscas e ratos. O texto foi muito útil, pois as formigas subiam ao pé da cama e se preparavam para atacar o Blogueiro de Plantão, objetivando surrupiar os bombons de chocolate que ele costuma degustar durante suas farras na internet.

Quanto aos ratos que tentavam entrar em sua residência pelo forro, o blogueiro os enfrentou corajosamente não com o feijão processado, mas atirando  o liquidificador que cumpriu a mesma função da fórmula não patenteada da professora Orca.

Caso você enfrente os mesmos problemas do Blogueiro, leia o texto  a seguir:

COMBATER FORMIGAS, MOSCAS E RATOS

Pão caseiro. Colocar pedaços pequenos de pão caseiro embebido com vinagre próximo às suas tocas, ninhos, carreadores e onde estão cortando. Ele fermenta e é tóxico para as formigas.

Colocar entre as plantas, formando barreiras: cinzas de madeira ou casca de ovo moída ou farinha de ossos ou carvão vegetal moído.

Formicida natural: 50 litros de água, 10 kg de esterco fresco, 1 kg de melado ou açúcar mascavo. Misturar bem os produtos, deixando fermentar por uma semana. Coar com um pano e aplicar dentro do formigueiro na proporção de 1 litro para 10 litros de água, até inundar o formigueiro.

Para perfumar a cozinha depois de usá-la coloque num recipiente (borrifador) álcool e cravo da índia, e deixe descansar por alguns dias. Depois, é só usar. Além de perfumar o ambiente, afasta as moscas.

Para matar ratos, pegue uma xícara de qualquer feijão cru (sem lavar mesmo), coloque no multiprocessador ou liquidificador (SEM ÁGUA) e triture até virar uma farofinha bem fininha, mas sem virar totalmente pó.

Onde colocar: Coloque em montinhos (uma colher de chá) nos cantos do chão, perto das portas, e janelas (sim: eles escalam as janelas), atrás da geladeira, atrás do fogão.

O que acontece ?

O rato come essa farofinha, mas ele não tem como digerir o feijão (cru), por falta de substâncias que digerem feijão cru, causando assim um envenenamento natural por fermentação.

Resumindo: os ratos morrem em até 3 dias.

Fonte: http://lelaorca.blogspot.com/

Comentários»

1. Daniela Torres - 02/04/2009

Fiquei muito feliz em saber que através de meu blog estou ajudando as pessoas, afinal essa é a intenção dele. Fique a vontade para acessá-lo e comentar as postagens.
Fica com Deus!
Um abraço
Orca
________________________________________________________________________________________
Oi professora ORCA,

Gosto muito de seu blog pelas informações contidas e fotografias que encontro nele,

Quanto ao blogueiro de plantão, além de ser viciado em internet é um homem bem humorado.

Luís

2. Aurea - 02/04/2009

Comentário em tópicos:
1. O primeiro blog de professor da lista está atualizado e compromissado em não mais decepcionar seus noctívagos visitantes;
2. a receita não serve para as cruéis ‘muriçocas’, carapanãs e mosquitos bragantinos;
3. quem morreu, o rato ou liquidificador?
4. e, seu post além de informativo como serviço à saúde pública, arranca algumas gargalhadas!

3. ctaeseducpa - 02/04/2009

Ilustre Preceptora Orca,nossa Marie Curie amazônica, fiquei maravilhado com suas novas descobertas científicas no campo da Biologia. Lembro-me da época em que era monitor da ilustre Curie onde presenciei suas primeiras experiências com radioatividade, foi uma injustiça não ter sido contemplada com o prêmio Nobel, demonstrando a discriminação contra as mulheres no campo da ciência.
Estou perplexo com sua capacidade de não patentiar suas descobertas científicas como o meu saudoso amigo Santos Dumont, tudo para ajudar a humanidade.
Obrigado pela fórmula que resolveu um problema que há 30 anos pertubava o meu sono, tratava-se de um gabirú que fixou residência em meu baú hermeticamente fechado, mas mesmo assim, inexplicavelmente, o tirano adentrava e saía do baú, causando muitos prejuízos pecuniários.
Ao degustar o feijão amassado em um pilão (já que não uso essas novidades tecnológicas) o gabirú veu a óbito e foi devidamente sepultado. Obrigado Mestra Orca.
Ass. Prof. Aguiar.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: