jump to navigation

A crônica do Professor Aguiar (uma crônica pós-moderna) 01/06/2009

Posted by ctaeseducpa in Uncategorized.
trackback

A consciência do Aguiar

Às 5 horas da manhã o relógio do prof. Aguiar tocou. Aliás, é um magnifico relógio confeccionado em raiz de mogno, com aplicações em bronze, mostradores em esmalte, mecanismo de autonomia mensal, em latão e aço, de três movimentos, regulação no arco do mostrador, escape de âncora, inglês, séc. XVIII (4º quartel), marca Robert Best Royal Exchange London.

Porém ele já se encontrava desperto trajando um terno em duas peças lindas, calça e o blazer xadrez discreto do tipo britânico presente de seu ex-aluno Christian Dior de sua primeira coleção criada em 1947.

ChristianDIOR

Christian Dior

Abriu seu baú, hermeticamente fechado, e retirou uma lista de compras escrita em papiro, a mesma desde a época em que ingressou no serviço público.

Revisou a lista item a item e à parte, em outro papel, escreveu com sua bela caligrafia mais três produtos que deveria comprar para sua mãezinha. Fazia três meses que prometera aquela compra, agora chegara o momento.

Tratavam-se de uma tampa de um antigo Bule Belga esmaltado em Ágata Verde, que estava avariada há algum tempo, dois tabletes de pastilhas Santo Antônio castanho escuro – COFERLY para escurecer alguns fios de cabelos brancos que teimavam em aparecer em sua mãezinha e um vidro de Óleo Mineral Vida Capilar Amêndoa Doce 100 ml indicado para aplicar após a tintura, tratando os cabelos, deixando-os macios e saudáveis.

Fora muito difícil acrescentar mais esses itens, porém sua mãezinha é bastante exigente e já demonstrava sinais de aborrecimento por Aguiar estar postergando a aquisição. Ficava sisuda, não respondia as suas perguntas.

O Professor Aguiar sabia que aquele Ser tão amado, não admitia ser contrariada.

Era o dia do pagamento! Adentrou em seu Packard e acelerou para chegar o mais rápido possível a um posto de gasolina mais próximo, no qual conseguiu colocar meio litro de combustível, o suficiente para chegar ao Banco BANPARÁ, agência Icoaraci, onde possui conta.

Recebeu a ficha n° 813 na fila das prioridades.

Incólume, como sempre, tirou de sua valise a enciclopédia chinesa da Dinastia Ming, Yongle Dadian, composta por 22.937 capítulos em 10.000 volumes.

O livro, considerado um marco na cultura do país, tem 3.7 milhões de caracteres chineses, muitos deles já não mais utilizados, e registra a história do período anterior à Dinastia Ming (1368-1644).

Pôs-se a ler enquanto aguardava sua vez.

Mesmo concentrado na leitura, bastante densa, não deixava de pensar em sua mãezinha de como ficaria feliz em ver seus mimos comprados e, também, na melhora daquele humor tão complexo capaz de se exaltar por um simples ácaro na mobília.

Após 4 horas de espera seu número fora chamado. Levantou-se lentamente e a passos curtos, morosos se dirigiu até o guichê, apesar das reclamações das outras pessoas que ainda se encontravam na fila. Ao verificar o saldo da conta o Prof. Aguiar pensou com seus botões: “Será que pela primeira vez na vida estou enganado”?

Com o tom de voz baixo, para não chamar atenção, pediu novamente o saldo. Não…não estava errado! Um pensamento apenas veio em sua mente: E as compras da mãezinha?

Retornou a casa e, sem sua mãezinha perceber, foi para o quarto e se recostou em sua cadeira de balanço século XIV. Uma leve sensação de melancolia adentrou em seu ser, não era uma pessoa chegada a crises existenciais, sempre criticara o pequeno Jean Paul Sartre por seus discursos depressivos, mas o impacto fora forte.

sartre

Sartre, aluno do Aguiar

Via-se sem alternativas financeiras para satisfazer sua mãezinha.

Seria mais um mês que teria que ter muita paciência para escutar aqueles murmúrios queixosos, reclamações, lamentações, choro e gemidos por causa de uma tampa de bule, umas partilhas para pintar o cabelo e o óleo de amêndoas.

Enquanto meditava sobre essas questões sua consciência transcendeu materializando-se em uma linda mulher trajando um belo vestido de tule francês na cor amarela, jóias em ouro, diamantes e pérolas com um largo sorriso de satisfação.

consciencia

A consciência

Disse: “Pobre Aguiar em que estado te encontras, poderias estar como eu, mas esses teus princípios de honestidade e coerência entre teoria e prática não te deixaram crescer financeiramente.

Lembra quando durante a Segunda Guerra Mundial, ajudaste Jack St. Claire Kilby na empresa Texas Instruments, Inc., onde se tornou responsável pela pesquisa no campo da miniaturização de circuitos elétrico. Neste mesmo ano, você projetou o primeiro circuito integrado, que demonstrou em laboratório no dia 12 de setembro do mesmo ano?

E à medida que a investigação prosseguia com você no comando, o circuito integrado tornava-se cada vez menor, permitindo o processamento mais rápido de dados e requerendo menos energia?

chip

Que em meados da década de 1960, quando você criou circuitos integrados e Kilby quis utilizá-lo para um míssil balístico intercontinental, chamado Minuteman, você em nome de seus princípios humanistas deixou o projeto retornando a Belém?

Pois é, o seu “amigo” que tanto você ajudou, é, ele mesmo o Jack Kilby, foi promovido em 1970 ao lugar de consultor da Texas Instruments, Inc. e, em 1978, começou a ensinar na Texas A&M University.

Em outubro de 2000 ganhou, por incrível que pareça, juntamente com Zhores Alferov e Herbert Kroemer, o prêmio Nobel da Física pelo seu contributo no desenvolvimento das tecnologias da informação. Aguiar quem deveria ter recebido esse Nobel por ser precursor da informática? Hein?

E em 1955 fostes te envolver com Maurice Wilkes e fizestes todo o projeto de invenção da microprogramação, hoje utilizada universalmente na implementação dos projetos de CPU. Teu nome aparece lá?Consta algum registro do teu nome?

Não conformado com tantas ingenuidades fostes em 1956, para a IBM construindo seu primeiro disco magnético, RAMAC (Random Access Method of Accounting and Control). Tu utilizastes 50 discos de metal de 24 polegadas, com 100 trilhas por lado, que podia armazenar 5 megabytes de dados a um custo de US$10.000 por megabyte. Deixando a IBM milionária. O que ganhastes? Nada!

Mas o pior dos teus erros foi ter acreditado naquele jovem maléfico, com idéias de grandeza, tu sabes quem é, o próprio gatuno da informática, o desprezível Bill Gates.

Tu o conheceste quando ele ainda tinha 16 anos e brincava de inventar fliperamas que nunca funcionaram. Começastes a ensiná-lo e com 17 anos, ele apareceu como o criador de um software para leitura de fitas magnéticas, com informações de tráfego de veículos, em um chip Intel 8008. Com esse produto, Gates fundou uma empresa a Traf-o-Data.

Quem inventou esse bendito software, em Aguiar?

Tu sabes que no ano passado (2008), a lista de bilionários da Forbes apontou Gates como o terceiro homem mais rico do mundo, com fortuna estimada em 58 bilhões de dólares e em 2009, pulou como um gato a condição de homem mais rico do mundo?

Aguiar, o que estou falando não corresponde sequer a1% que esse teu cérebro de mais de 1 trilhão de neurônios já produziu. Não entendo como o buraco negro do conhecimento, como tu mesmo te defines, comete tantas ingenuidades???

São esses princípios teimosos de honestidades, justiça que estão nas tuas entranhas, que te impedem de teres bens materiais. Que adiantam tantos títulos como defensor da humanidade? Estão todos pendurados no teu quarto e na tua conta não tem um centavo.

Aguiar, eu não vou nem falar do finlandês Linus Torvads. Só lembro que tu inventaste o tal Kernel e deste os códigos para aquele Universitário Finlandês que na época só sabia beber cerveja. Quem ganhou todo o crédito pelo código do linux? Quem ficou rico e vive feliz da vida nos Estados Unidos?? Com certeza não és tu Aguiar!!!

linux

Linus Torvads

Aguiar pela pela primeira vez abalado balbuciou com os seus botões: será que a minha consciência sempre tem razão?

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: