jump to navigation

Opinião 27/09/2009

Posted by ctaeseducpa in Uncategorized.
trackback

honduras_golpe

_____________________________________________________________________________________________

O PIG é golpista.


O PiG (*) gosta do Golpe de Estado em Honduras, porque ele é o Golpe que o PiG quer dar no Brasil e não consegue.


É o Golpe by proxy.


Antigamente, quem dava o Golpe eram os militares, com a mão de gato dos americanos.


Tinha sempre a desculpa de o presidente de inclinação trabalhista (Allende, Jango) querer dar um Golpe e o Golpe era um Contra-Golpe para salvar a democracia.


O Elio Gaspari, por exemplo, autor de interminável obra para provar que Geisel e Golbery são o Washington e o Thomas Jefferson da Democracia brasileira, rodou, rodou e não conseguiu demonstrar que Jango ia dar um Golpe.


Isso não cola mais.


Obama não é Nixon, não é Johnson, não é Bush.


Então, é preciso um “neo-Golpe”, como o neo-liberalismo, que jaz num rodapé da História.


(Aliás, Golpe e neo-liberalismo andavam de mãos dadas. O primeiro teórico do Estado Mínimo foi Mussolini. Quem, primeiro, o colocou em prática foi o General Pinochet, com a ajuda dos Chicago Boys. Aqui, foi o Farol.)


Como funciona o “neo-Golpe” ?


Simples.


Acusa-se o Presidente da República de montar um “Semanão” para corromper a oposição.


Acusa-se o Presidente da República de ter aspirações continuistas, com um terceiro mandato.


Instala-se uma CPI no Congresso.


Vai depor um Varão de Plutarco, notável parlamentar de ilibada reputação, Roberto Madison.


Ele brada: a corrupção está ali ao lado, no Palácio do Vale !


É um mar de lama.


O Presidente da Câmara, Thomas Noblat, declara o impeachment do Presidente da República.


O Governo e a situação recorrem.


O Presidente Supremo do Supremo Gilmar Diamantino, notável educador, nas férias do Supremo concede duas liminares em 48 horas aos Golpistas.


E o Presidente da República tem que deixar o país em direção ao Uruguai.


O presidente interino convoca eleições presidenciais.


Tudo dentro da Lei e da Ordem, como diz no PiG e brada a urubóloga Miriam Leitão, uma das trombetas do Golpe.


É assim o “neo-Golpe”.


Dentro da Lei.


Ele só é possível porque o PiG de Honduras e o PiG do Brasil trabalham incansavelmente pelo Golpe.


Um presidente de inclinações trabalhistas – Zelaya é um proprietário rural, como Jango – não tem o direito de ajudar os pobres.


O PiG não perdoa.


E aí se sai com essas sandices, como a que está na primeira página da Folha : “Golpistas acusam Lula de intromissão”.


Intromissão, como ?


E se Zelaya morresse na porta da embaixada do Brasil, pergunta-se Mauro Santayana ?


O que diria a Folha, aquela cedia os carros de reportagem aos torturadores do regime militar ?


Melhor do que essa manchete de hoje só aquela outra da Folha: Daniel Dantas – depois de indiciado – diz que a investigação da Satiagraha é viciada.


O PiG faz em Honduras um ensaio do Golpe que quer dar aqui.


* PIG – Partido da imprensa golpista


Texto: Paulo Henrique Amorim


Imagem: http://www.idelberavelar.com/honduras-hcpp.jpg

_____________________________________________________________________________________________

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: